Meteorologia

  • 21 SETEMBRO 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Áudios mostram comunicação sobre motoqueiros antes de mortes em SP

Áudios da polícia mostram comunicação sobre suspeitos em moto antes de mortes em Paraisópolis

Áudios mostram comunicação sobre motoqueiros antes de mortes em SP
Notícias ao Minuto Brasil

09:10 - 19/12/19 por Folhapress

Justiça Polícia

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Áudios das trocas de mensagens entre os policiais envolvidos na operação em Paraisópolis (zona sul), no dia 1º de dezembro, que culminou na morte de nove jovens durante um baile funk, mostram que PMs comunicaram a perseguição a dois homens em uma moto.

Segundo as gravações veiculadas pela TV Globo em seus telejornais, o Copom (Comando de Operações da Polícia Militar) recebeu o alerta sobre a perseguição pelo rádio às 3h41 de domingo (1).

Os PMs relataram que o carona da moto estava armado.

Após o segundo alerta, menos de cinco minutos após o início da perseguição, os PMs ficaram 20 minutos sem contatar o Copom. 

De acordo com testemunhas, os policiais dispersaram os jovens com bombas e balas de borracha. A perseguição aos suspeitos terminou no meio do baile e os frequentadores jogaram paus, pedras e garrafas contra as equipes, segundo a polícia.

Em nova comunicação com a Central, a polícia pede o resgate para feridos no incidente. Após 28 minutos de espera, os PMs avisam que levarão as vítimas ao hospital.

A corregedoria da polícia analisa o GPS das viaturas que participaram da ação para onde elas estavam posicionadas.

Testemunhos de 40 pessoas já ouvidas pela polícia foram anexados ao inquérito. Imagens, áudios e outras informações da investigação estão em análise.

Os jovens morreram com traumas compatíveis com os de pisoteamento, segundo laudos. De acordo com o boletim de ocorrência, as mortes são investigadas como suspeitas, provocadas em um acidente. 

Campo obrigatório