Meteorologia

  • 23 JULHO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Homem ameaça Bolsonaro com arma e é preso em Pernambuco

Em um vídeo postado nas redes sociais, o suspeito, identificado como Edson Gomes de Melo, de 32 anos, xinga o capitão da reserva do Exército e diz que vai matá-lo

Notícias ao Minuto Brasil

14:09 - 13/12/18 por Notícias Ao Minuto

Justiça Vídeo

Menos de oito horas após ameaçar de morte o presidente eleito, Jair Bolsonaro, um homem foi preso em Porto de Galinhas, no litoral sul de Pernambuco. A prisão foi realizada pelo Departamento de Repressão ao Narcotráfico de Pernambuco (Denarc). Divulgada nesta quinta-feira (13), a prisão ocorreu no último dia 10. O rapaz foi encaminhado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife.

Em um vídeo postado nas redes sociais, o suspeito, identificado como Edson Gomes de Melo, de 32 anos, xinga o capitão da reserva do Exército e diz que vai matá-lo. "Você num (sic) vai liberar tudo, né? Libera isso aqui (revólver) na tua cara, arrombado (sic). Fica ligeiro. Antes de você me pegar, vou pegar você. Vou matar você", ameaça o rapaz.

Atirador de Campinas usou pistola comprada ilegalmente, diz polícia

"A prisão aconteceu na casa dele, em um flat em Maracaípe. A companheira dele e o filho de dez dias estavam na casa no momento da prisão", afirmou o gestor do Departamento de Repressão ao Narcotráfico (Denarc), Cláudio Castro, em entrevista ao G1. Ele foi detido por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. No momento da prisão, as equipes constataram que ele havia gravado o vídeo.

"Durante o depoimento ele disse que o vídeo era uma brincadeira, porque o governo de Jair Bolsonaro seria ruim para os bandidos", diz o delegado. Com Edson, a polícia apreendeu 12 tabletes de maconha, 80 pequenos tabletes da mesma droga e 17 pedras de crack, além de um revólver calibre 38 com numeração raspada. "É uma pessoa perigosa, que tinha um papel de liderança na quadrilha", disse Castro.

+ PF cumpre mandado de busca em investigação de ameaça a Bolsonaro

Bolsonaro se pronunciou sobre o ocorrido. "O brasileiro sofre diariamente com ameaças às claras em todos os Estados do Brasil. Cabe ao Executivo, Judiciário em conjunto com parlamentares, agirem em prol da defesa do cidadão de bem, criando dispositivos para retarguarda jurídica dos Agentes de Segurança Pública", escreveu o presidente no Twitter.

 

Campo obrigatório