Meteorologia

  • 26 AGOSTO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Homem salvou mãe antes de morrer em ataque na Catedral de Campinas

"Ele me protegeu, ele me empurrou para dentro do banco e caiu por cima de mim", relata Jandira Prado Monteiro, de 62 anos

Homem salvou mãe antes de morrer em ataque na Catedral de Campinas
Notícias ao Minuto Brasil

07:35 - 17/12/18 por Notícias Ao Minuto

Justiça momentos de pânico

Uma sobrevivente do ataque dentro da Catedral de Campinas (SP) que causou a morte de cinco pessoas no último dia 11 disse que foi salva por seu filho, que pulou por cima dela para a proteger durante o tiroteio. Jandira Prado Monteiro, de 62 anos, teve a clavícula quebrada por um disparo e Sidnei Vitor Monteiro, de 39, morreu baleado

"Ele me protegeu, ele me empurrou para dentro do banco e caiu por cima de mim. Quando ele viu que os tiros continuavam, ele chamou para correr. Eu virei, o sangue dele minou nas costas. Falei 'meu Deus do céu'", revelou Jandira em entrevista ao Fantástico.

"Eu sai lá para fora e já comecei a pedir socorro. 'Socorro, socorro, Nossa Senhora Aparecida, nosso Senhor Jesus Cristo. Nós estamos machucados aqui, nós estamos baleados aqui'", completou a idosa.

+ Sobreviventes de queda de avião no MT relatam 5 dias de sufoco

Notícias ao Minuto

(Reprodução / TV Globo)

No dia do ataque, Jandira e Sidnei estavam sentados dois bancos atrás do atirador, Euler Fernando Grandolpho, de 49 anos. Ele assassinou cinco pessoas e se matou com um tiro na cabeça, segundo a Polícia Militar.

Segundo a reportagem, a idosa ficou internada no Hospital Municipal Dr. Mário Gatti até o dia 12 e deixou a unidade hospitalar para ir ao velório do filho.

Leia também: Saiba como foi a 1ª noite de João de Deus na prisão

+ Trio que vendia carne humana em salgados é condenado

Corpo de menina raptada por padrasto é achado em matagal

Campo obrigatório