Meteorologia

  • 24 JANEIRO 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Quando alguém com Covid-19 deixa de ser contagioso (mesmo sem sintomas)?

Grande parte dos infectados (97,5%) que desenvolvem sintomas veem a sua manifestação 11,5 dias após o momento em que foram expostos ao vírus

Quando alguém com Covid-19 deixa de ser contagioso (mesmo sem sintomas)?
Notícias ao Minuto Brasil

07:01 - 13/01/21 por NMBR

Lifestyle Pandemia

O novo coronavírus SARS-CoV-2, causador da Covid-19, pode continuar a ser contagioso mesmo depois dos sintomas terem desparecido e adicionalmente, mesmo os doentes que permanecem assintomáticos têm o poder de propagar o vírus letal

Desde que o novo coronavírussurgiu em Wuhan,na China, em dezembro de 2019, inúmeras equipes de cientistas têm estudado o tempo de incubação do SARS-CoV-2, por outras palavras por quanto tempo permanece no corpo , conforme explica um artigo publicado no site da BBCNews.

Uma dessas pesquisas, realizada por investigadores da Universidade Johns Hopkins, nos Estados unidos, e publicado no jornal científico Annals of Internal Medicine, estimou que o período médio de incubação para o SARS-CoV-2 corresponde a 5,1 dias.

Todavia, esse é o período médio, ou seja pode ser superior ou menor, dependendo do organismo dos indivíduos.

Grande parte dos infectados (97,5%) que desenvolvem sintomas veema sua manifestação 11,5 dias após o momento em que foram expostos ao vírus através do nariz ou pela boca, menciona o estudo.

"A capacidade de infectar outras pessoas, de transmitir esse vírus a outras pessoas, dura de 7 a 10 dias mais a partir do aparecimento dos sintomas", conta à BBC o infectologista Vicente Soriano, professor da Universidade Internacional de La Rioja, em Espanha, e ex-conselheiro da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Sorianocomenta ainda que, a partir dessa altura, quando os sintomas já passaram ou desapareceram, o risco de infectar outras pessoas também diminui.

Todavia, o infectologista sublinha que os testes de PCRutilizados para identificar o vírus podem continuar a dar positivo durante vários dias ou semanas após a infecção. Isto é, o vírus pode continuar presente no organismo do indivíduo.

"O PCR, que detecta fragmentos do genoma do vírus, pode permanecer positivo após uma, duas ou até três semanas após a cura da doença", diz Vicente Soriano.

"Mas aquele PCR positivo não reflete contágio. O que o PCR detecta são fragmentos de vírus, ou 'sequências de lixo', que são fragmentos do genoma do vírus que estão no trato respiratório e que expulsamos por várias semanas depois que a doença foi curada", acrescenta.

Porém, o especialista salienta, que "o contágiodo coronavírus é basicamente de sete a 10 dias, um ou dois dias antes do início dos sintomas e enquanto os sintomas ocorrem".

O que significa que alguém infectado com o SARS-CoV-2 deixa de ser contagioso aproximadamente 10 dias após o começo dos sintomas.

No entanto, é necessário e imperativo tomar especiais cuidados antes da pessoa sair do isolamento, nomeadamente garantir que não tem mais nenhum sintoma e de que não tem febre há pelo menos 24 horas sem o uso de medicamentos que a controlam.

E os casos assintomáticos?

Os investigadores apuraram, explica a BBCNews, que as pessoas sem sintomas e doentes com Covid-19 apresentam níveis elevados de vírus no organismo, aliás a mesma quantidade de vírus que pacientes com sintomas. Adicionalmente, ambos permanecem com essa carga viral pelo mesmo período de tempo.

Como tal, os especialistas alertam para a importância da utilização máscaras e da prática do distanciamento social. Duas medidas chave de prevenção que podem contribuir para diminuir a possibilidade de que alguém infetadocom o novo coronavírus e sem sintomas infecte outros indivíduos.

"Basicamente, pessoas sem sintomas podem transmitir o vírus a outras pessoas por uma semana, assim como aquelas com sintomas, mas a menos que a pessoa tenha um teste de antígeno (para detectar que tem a doença) ou um PCR, essa pessoa passa despercebida ", comentaSoriano.

"Daí o interesse em fazer rastreamentos para identificar pessoas que possam ter estado numaárea de contágio e façam o teste de antígeno ou PCR a partir de 48 horas após o evento".

Assim, diz o infectologista, os assintomáticos e pré-sintomáticos podem ser identificados e mantidos em isolamentopor 10 dias de modo a evitar a incidência de novas infecções.

Leia Também: As enxaquecas podem ser genéticas?

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório