Meteorologia

  • 21 ABRIL 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Morte de jornalista russo foi 'crime covarde', diz União Europeia

Parlamento Europeu exige uma transparência total sobre o assassinato de Babchenko

Morte de jornalista russo foi 'crime covarde', diz União Europeia
Notícias ao Minuto Brasil

10:05 - 30/05/18 por Lusa

Mundo União Europeia

Nesta quarta-feira (30), a União Europeia (UE) qualificou a morte do jornalista dissidente russo Arkadi Babchenko, reconhecido crítico do Kremlin morto a tiro na terça-feira (29) em Kiev, como um "crime covarde", pedindo uma "investigação rápida e transparente" sobre o caso.

"Este crime é um novo ataque contra a liberdade de imprensa, contra os jornalistas que protegem os nossos valores e as nossas democracias", declarou o presidente do Parlamento Europeu (PE), o italiano Antonio Tajani, numa sessão plenária em Estrasburgo, na França.

"O Parlamento Europeu exige uma transparência total sobre o assassinato de Babchenko, que os culpados sejam punidos, bem como aqueles que patrocinaram esta morte", acrescentou Tajani.

A chefe da diplomacia da UE, a também italiana Federica Mogherini, foi outra das vozes comunitárias que falou sobre a morte do jornalista russo.

+ Novo balanço: ataque deixa 11 mortos e cinco feridos em Cabul

Num comunicado, a porta-voz da Alta Representante da UE para a Política Externa e Política de Segurança referiu que Mogherini pediu "um inquérito rápido e transparente para que os responsáveis deste crime sejam levados à justiça", tendo ainda endereçado "as condolências" da UE à família de Babchenko.

O Conselho da Europa também solicitou hoje a Ucrânia a conduzir uma "investigação exaustiva" para "identificar e punir" os responsáveis pela morte do profissional.

De acordo com a comissária do Conselho da Europa para os Direitos Humanos, Dunja Mijatovic, "as autoridades ucranianas têm a obrigação legal de realizar uma investigação efetiva sobre esse assassinato".

O jornalista e escritor russo Arkadi Babchenko, um reconhecido crítico das políticas do Presidente russo, Vladimir Putin, foi morto com tiros nas costas na terça à noite na capital ucraniana, Kiev. Com informações da Lusa.

Campo obrigatório