Meteorologia

  • 18 AGOSTO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

PM ganhou BMW da milícia por entregar traficantes para paramilitares

Milicianos 'vendiam' traficantes para paramilitares

PM ganhou BMW da milícia por entregar traficantes para paramilitares
Notícias ao Minuto Brasil

07:30 - 22/07/19 por Notícias Ao Minuto

Justiça Rio de Janeiro

Nesta segunda-feira (22), o jornal carioca 'Extra' publicou uma investigação onde apontou que policiais do batalhão de Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio, ganhavam presentes da milícia que domina a cidade por entregar traficantes presos aos paramilitares.

Segundo a publicação, alguns milicianos presos descreveram em depoimento a Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG), detalhes da prática, batizada pelo bando de “venda de cabeças”.

Os policiais levavam os detidos, capturados em operações, para os milicianos, que matavam os presos e enterravam os corpos em cemitérios clandestinos. Em troca, os agentes recebiam um “agrado” dos paramilitares, onde um soldado lotado no 35º BPM chegou a ganhar um carro de luxo da milícia. 

Um miliciano preso disse em depoimento que um soldado recebeu “um veículo BMW branco como pagamento” pela 'venda' de um homem.

Ainda segundo a publicação, sob o domínio da milícia, a criminalidade explodiu em Itaboraí. Mesmo tentando ocultar — com o auxílio de PMs — os assassinatos que cometia, o grupo paramilitar fez homicídios dolosos e desaparecimentos dispararem no município.

O Instituto de Segurança Pública (ISP) revelou que houve um aumento de 113% no número de pessoas desaparecidas de 2017 para 2018, quando a milícia passou a atuar na região. Já os homicídios cresceram de 95 em 2017 para 131 — um incremento de 37%. Além disso, os roubos de cargas, por exemplo, dispararam: passaram de 126 em 2017 para 296 no ano seguinte, 136% de aumento. Já os roubos de carros cresceram 9%, de 966 para 1.217.

Campo obrigatório