Meteorologia

  • 17 NOVEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Cid Gomes envia vídeo ao PT para esclarecer que vota em Haddad

Ele fez isso depois que o candidato Jair Bolsonaro (PSL) explorou, em sua campanha eleitoral, falas em que Cid critica o PT, em um evento na segunda (15)

Cid Gomes envia vídeo ao PT para esclarecer que vota em Haddad
Notícias ao Minuto Brasil

16:29 - 17/10/18 por Folhapress

Política ELEIÇÕES 2018

Mônica Bergamo - O senador eleito Cid Gomes (PDT-CE) fez um vídeo no qual esclarece que votará em Fernando Haddad (PT) no segundo turno das eleições. Ele enviou o material para a campanha do petista, que decidirá o uso que fará da peça.

Ele fez isso depois que o candidato Jair Bolsonaro (PSL) explorou, em sua campanha eleitoral, falas em que Cid critica o PT, em um evento na segunda (15).

"Com tudo o que penso e diante de tudo o que falei, não é correto o que fez o outro candidato, usando imagens minhas meditadas, sem minha autorização", afirma Cid Gomes no material enviado à campanha do petista. "Que não fique nenhuma dúvida: nesse segundo turno, Haddad é o melhor para o Brasil. Votarei no Haddad no dia 28", conclui.

+ Cabo Daciolo e Marco Feliciano batem boca na Câmara

As imagens do primeiro vídeo mostram Cid Gomes discursando em um evento na noite de segunda-feira (15) em que supostamente apoiaria a candidatura de Fernando Haddad à Presidência: "Tem que pedir desculpas, tem que ter humildade, tem que ter humildade e reconhecer que fizeram muita besteira", disparou ele logo no começo de seu discurso.

O vídeo também mostra ainda a cena em que, diante da reação negativa da plateia, Cid insiste: "É assim? Pois tu vai perder a eleição. Não admitir os erros que cometeram, isso é para perder a eleição e é bem feito. É bem feito perder a eleição".

O candidato do PSL não deve usar mais as imagens de Cid para engrossar os ataques que faz ao PT na propaganda eleitoral. A peça publicitária que vai ao ar nesta noite pode não trazer mais as falas do cearense.

A decisão começou a ser estudada antes mesmo que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) analisasse pedido de Cid para que sua fala não fosse mais veiculada. O pleito foi apresentado à Corte na noite de terça (16). Com informações da Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório