Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Vídeo de Maduro em restaurante famoso de Istambul irrita venezuelanos

As gravações foram difundidas nas redes sociais de Salt Bae, que agradeceu Maduro pela visita

Notícias ao Minuto Brasil

06:08 - 19/09/18 por Folhapress

Mundo polêmica

Imagens do ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, fumando charuto e comendo uma refeição preparada por um conhecido chef em Istambul causaram indignação entre venezuelanos, país onde os índices de fome dispararam devido à crise econômica.

"Isto é apenas uma vez na vida", diz Maduro em um vídeo, em que aparece junto com sua mulher, Cilia Flores, enquanto o cozinheiro turco Nusret Gökçe corta pedaços de carne em um de seus restaurantes. Conhecido como Salt Bae, o chef costuma atender pessoalmente celebridades como Leonardo di Caprio e Cristiano Ronaldo.

+ Sobe para 32 número de mortos após passagem do Furacão Florence nos EUA

Maduro, que chegou na madrugada de segunda-feira (17) a Caracas de uma viagem à China -onde foi em busca de financiamento-, confirmou que parou em Istambul para atender a um convite de almoçar com autoridades turcas.

"Almoçamos em um restaurante famoso. Envio saudações a Nusret, que nos atendeu pessoalmente, estivemos conversando, desfrutando com ele (...), ama a Venezuela", disse o mandatário em cadeia de rádio e TV.

As gravações foram difundidas nas redes sociais de Salt Bae, que agradeceu Maduro pela visita, mas posteriormente apagou as imagens do Instagram após milhares de críticas.

Os pratos nos restaurantes do chef custam entre US$ 70 e US$ 250, de acordo com meios de comunicação especializados. É o equivalente a dois a oito meses de salário mínimo na Venezuela, dependendo da cotação oficial.

Durante a visita, Maduro ficou sob custódia de homens fortemente armados usando distintivos policiais turcos.

"Comendo carne e fumando charutos (...) com os dólares que são negados para comprar remédios e alimentos: PRESIDENTE OPERÁRIO", denunciou o dissidente chavista Nicmer Evans, referindo-se à severa escassez na Venezuela.

A crise na Venezuela, com uma hiperinflação estimada em 1.000.000% para 2018 pelo FMI, fez os índices de pobreza chegarem a 87% em 2017, segundo um estudo das principais universidades do país. O governo, que assegura ser vítima de uma "guerra econômica" de empresários de direita, afirma que esse índice é de cerca de 20%.

A pesquisa estima que 60% dos venezuelanos tenham perdido, em média, 11 quilos de peso, devido a uma dieta com excesso de farinhas e falta de proteínas. Com informações da Folhapress. 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório